English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 29 de março de 2012

Psiu!

O Ciúmes de Deus
Ele nos ama taaaanto...


Um Deus ciumento?
Isso realmente não parece estar certo. Como pode alguém Santo ter ciúmes? Como pode Deus possuir um sentimento carnal? Dizer que Deus tem ciúmes é algo estranho aos ouvidos.
Apesar disso tudo, a própria Palavra de Deus diz isso:

"ou vocês acham que é sem razão
que a Escritura diz que o Espírito
que Ele fez habitar em nós tem fortes ciúmes?"   Tg 4:5 (NVI)


Segundo o dicionário Aurélio, ciúme quer dizer:
1. sentimento doloroso causado pela suspeita de infidelidade da pessoa amada; zelosos.
2. angústia provocada por sentimento exacerbado de posse.


Talvez a palavra "ciúmes" estivesse mais próxima do contexto, e pensando assim, até que faz sentido. Vamos supor que Derp gosta tanto de Derpina, que quer passar todo o tempo com ela, falando com ela, andando com ela. Por outro lado, Derpina também gosta de Derp, mas não passa todo seu tempo com ele. Derp fica com ciúmes, pois Derpina não lhe dá toda atenção que ele deseja.


A mesma coisa acontece com nosso Deus. Ele nos ama taaaaanto! Quer passar todo o tempo conosco, falando conosco, andando conosco, e nós muitas vezes fazemos como Derpina. Não damos toda a atenção que Deus deseja ter. Deixamos a presença de Deus para satisfazer nossos desejos carnais. E Deus fica muito triste com isso, pois Ele nos ama demais e gostaria de estar conosco todo o tempo, em todos os momentos de nossa vida.


Mas quem ama sente ciúmes?
Como já falamos, o ciúmes é um sentimento carnal, por esse motivo escolhemos aquela imagem para ilustrar essa mensagem, uma forca em formato de coração, pois o ciumento vai se sufocando em "amor". Agora, se o amor, que é uma obra de Deus, for verdadeiro e sincero, não deverá existir ciúmes. Se você ama alguém com o amor que vem de Deus, você não sente ciúmes (nem outros sentimentos carnais como inveja, insegurança, raiva...).

"Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual,
impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes,
ira, egoísmo, dissenções, facções,"   Gl 5:19-20 (NVI)

"Quem ama é paciente e bondoso.
Quem ama não é ciumento,
nem orgulhoso, nem vaidoso."   1Co 13:4 (NTLH)

Então se Deus não tem ciúmes, porque cantamos que Ele sente ciúmes de nós?
Tem algum problema declarar isso? É pecado dizer isso de Deus?
Não há problema nenhum em cantar, desde que você saiba o real sentido.

Nós cantamos "se o trovão e o mar se erguendo vem, sobre a tempestade voarei"
literalmente isso não acontece, nunca fomos atingidos por trovões, o mar nunca invadiu a sua casa, sabemos que é tudo no sentido figurado. O real sentido é: "trovão e mar se erguendo" simbolizam as adversidades vindo ao nosso encontro, "sobre a tempestade voarei" significa que Deus nos fará passar por cima de nossos problemas. Cantamos isso sabendo o verdadeiro sentido das palavras.


O ciúmes de Deus não possui o mesmo significado do ciúme dos homens.
Isso significa que dizer que Deus tem ciúmes de nós não está errado. Isso não é blasfêmia.
Quando dizemos que Ele tem ciúmes de nós, estamos falando no sentido de que Ele anseia estar conosco para sempre, sem dividir a atenção com nada nem ninguém. 

O amor de Deus é tão forte para conosco, que não existem palavras para expressar tamanho afeto, e por esse motivo, o ciúmes talvez seja a palavra mais próxima para expressar isso.
Deus não tem, literalmente, ciúmes de nós, mas Ele anseia demais os nossos corações.
E por esse motivo, Ele nos fez sua habitação, nos fez templo do Espírito Santo.

Projeto Discipulado

Comentários
3 Comentários